Filosofia

Ter feito mais gols ou marcado mais pontos do que a equipe adversária ao final da partida: essa parece ser a única preocupação de dirigentes e o único objetivo de atletas no mundo do esporte profissional. Alcançar resultados é essencial, afinal, são eles que trazem patrocínios e, conseqüentemente, dinheiro para os cofres do clube e para os bolsos de atletas e dirigentes.

Essa realidade vem reforçando a noção de que fins são mais importantes do que meios. “Vencer não é tudo, é a única coisa”. A frase atribuída a Vince Lombardi, um conhecido técnico de futebol americano, resume uma mentalidade defendida por muitos no meio esportivo. Para se alcançar uma vitória, tudo é válido.

É preocupante perceber que a idéia do “vencer-a-qualquer-custo” está tão difundida que começa a invadir a prática esportiva de base. Acreditando ser esta a única forma de crescer profissionalmente, um número cada vez maior de técnicos de jovens atletas se rende à noção de que é necessário ganhar jogos para “mostrar serviço”.

Ao adotarem a mentalidade do “vencer-a-qualquer-custo”, contudo, acabam muitas vezes afastando do esporte jovens talentos, que não estão preparados para lidar com as pressões do esporte de alto rendimento. Esquecem-se também daquele que deveria ser o objetivo mais nobre do trabalho de base: produzir jovens atletas que se tornarão vencedores não apenas no esporte, mas também, e principalmente, na vida.

Como mostram pesquisas americanas, menos de três em cada cem jovens que praticam esportes durante sua infância e adolescência acabam por se tornar atletas profissionais. A grande maioria acaba seguindo outros rumos. Isto, porém, não significa que a experiência no esporte não tenha sido importante para eles. Afinal, as lições aprendidas em campos, quadras e no convívio com companheiros e treinadores os acompanharão para o resto de suas vidas.

Aprender lições de vida e valores – valores estes que são os pilares fundamentais para a formação de trabalhadores honestos, líderes sensíveis, famílias fortes, pessoas corretas e bons pais – é o maior e mais importante dos benefícios trazidos pelo esporte para seus jovens praticantes.

É exatamente esta mentalidade de formação geral do indivíduo que pretendemos reforçar nas equipes por nós administradas. Queremos que nossas atletas vençam não apenas nos jogos, mas também em suas vidas.

A vitória além do placar: formando vencedoras no jogo da vida

Cada partida, treino, encontro e cada momento decisivo proporciona às atletas uma oportunidade de aprender uma nova habilidade, atitude ou valor que irão reaparecer em sua vida futura. São essas as lições que serão levadas quando essas jovens se tornarem adultas, e é nelas que pretendemos investir.

Afinal, as jovens atletas de nossas equipes em breve crescerão e, por mais estranho que possa parecer no momento decisivo de uma partida muito disputada, daqui a alguns anos realmente não fará tanta diferença quem venceu ou perdeu aquela partida em particular. O que importa, e continuará importando, são os valores que aquelas jovens irão levar de sua prática esportiva.

Acreditamos que o verdadeiro teste de caráter não se baseia no fato de sermos derrubados em algumas ocasiões, mas sim no número de vezes em que conseguimos nos levantar. E não há como saber se somos o tipo de pessoa que consegue se levantar se nunca formos derrubados.

Proporcionar a jovens uma oportunidade de serem derrubados sem serem derrotados é uma das principais características do esporte de base. A existência de um ambiente positivo em torno de nossas atletas possibilitará que ser derrubada se torne uma grande vantagem, pois assim as jovens poderão se tornar o tipo de pessoa que volta a levantar – talvez a principal característica de uma vencedora.

Atletas treinadas com uma orientação positiva tendem a apresentar maior auto-confiança e menor ansiedade. E quando jovens jogadoras se sentem menos ansiosas, é mais fácil que se divirtam praticando esportes!

Com todas estas questões em mente, estabelecemos três regras básicas que deverão nortear o trabalho das equipes coordenadas pela VemSer – Esporte & Psicologia:

1 – PRAZER: Se divertir em primeiro lugar;
2 – DETERMINAÇÃO: Se esforçar ao máximo e dar sempre o melhor de si;
3 – “FAIR PLAY”: Ter espírito esportivo e saber ganhar e perder com classe.

“E quanto a vencer?”, você pode estar se perguntando. Como resposta, propomos outra pergunta: existe melhor receita para conquistar vitórias do que ter prazer no que se está fazendo e ter determinação para alcançar seus objetivos?

Cremos que não. Dessa forma, através da união entre o esporte e a Psicologia, e contando com uma orientação sempre positiva em direção à conquista de objetivos, esperamos, juntos, alcançar muitas vitórias: dentro e fora de quadra!